sábado, 1 de novembro de 2014

Magic Computer PC95

Adquiri recentemente no Mercado Livre um Magic Computer PC95, produzido pela Dynacom. Este 'sistema' nada mais é do que um Nintendinho (NES) com uma ROM nativa contendo alguns jogos e programas educativos. Segundo o anúncio o equipamento estava funcionando.
Magic Computer PC95 da Dynacom.



Assim que o equipamento chegou, vi que a fonte de alimentação possuía uma chave de 110-220 mas não havia nenhuma inscrição (o papel havia sido arrancado). Nesses casos a solução é identificar com o multímetro. O enrolamento de 220Volts possui mais espiras, e portanto a resistência do enrolamento é maior.

Ao conectar a fonte na tomada o primeiro susto, pois ela zumbia alto, como se estivesse em curto. Medi então a tensão DC vi que a fonte não estava em curto, pois a tensão era de 14Volts, o que é esperado para este tipo de fonte de alimentação na ausência de carga. Como a fonte estava normal, concluí que o problema era devido a uma queda, que soltou as placas do transformador, ou mesmo a um defeito de fabricação.

Transformador vibrava porque tinha chapas soltas. Parece realmente um defeito de fabricação, mas foi só apertar bem com um alicate que ele parou de vibrar.
 
Em seguida conferi a polaridade da fonte, para ver se batia com o aparelho. Para isso medi a continuidade entre a carcaça dos conectores de A/V, e o conector da fonte. A fonte era mesmo do aparelho, com o GND no pino central do conector DC.

Ao ligar o aparelho, o segundo susto. Nem sinal de vida. Tentei usar outro cabo de vídeo, além do que veio com o aparelho e nada. Mortinho!!

Entrei em contato com o vendedor para perguntar como faríamos, uma vez que o anúncio dizia que o aparelho estava funcionando. De início o vendedor me interpretou mal, pois deve ter achado que eu queria lhe dar um golpe. Disse que o aparelho tinha sido testado, etc.. Mas entre o primeiro email que ele me enviou no início da manhã, até o final da tarde quando cheguei em casa, o vendedor sugeriu que eu testasse o aparelho via RF.

Antes de respondê-lo fiz o teste com RF e vi que apesar da qualidade da imagem estar muito ruim, o aparelho deu sinal de vida, e isso me animou. Respondi então ao vendedor que o equipamento estava aceito, apesar de só estar funcionando via RF. O vendedor agradeceu, mas me disse novamente que tinha testado o equipamento com A/V, porém há um bom tempo.

Resolvida essa parte, sem mágoas para nenhum dos lados, resolvi abrir o equipamento e procurar o problema. E dá-lhe parafusos para abrir a tampa!!

Por dentro o equipamento nada mais é do que um desses "NES on a Chip" chineses com uma placa de teclado, mas nem por isso deixa de ser interessante.Mas uma coisa que me chamou a atenção foi um rastro de umidade dentro do aparelho.

O NES inteiro fica na plaquinha central. São dois chips por baixo da placa.

 O equipamento tinha rastros de umidade

Conexão da matriz do teclado e chave liga-desliga
Por baixo dos 'flats' soquetes para 2 CIs. Qual seria a função deles?

Removidas as 'entranhas', liguei a fonte de alimentação e conferi a tensão na saída do regulador. Tudo certinho, a tensão estava em 4.95Volts! Mas enquanto media vi que os Leds da placa piscavam de vez em quando. Balancei um pouco o cabo e descobri um mal-contato no conector da fonte. Substituí então a solda nos terminais do conector de alimentação, mas o mal-contato continuava. Removi o conector e pude ver que o contato do positivo (externo) estava meio sujo. Dei uma limpada com uma lixa fininha, ressoldei o conector e o mal-contato desapareceu.

O onipresente 7805 para regular a tensão dos chips internos
Aproveitei para refazer também a solda dos conectores de A/V e de RF e enquanto fazia isso, dei uma olhada no circuito e fiquei pensando como é que o equipamento poderia estar funcionando em RF, mas não em A/V, uma vez que o sinal sai da placa principal em A/V, e entra num modulador?!

Foi aí que fui reparar na construção dos conectores RCA, cujos terminais negativos são compostos de duas partes prensadas, e a interface entre estas partes estava bastante oxidada nos três conectores.
Oxidação avançada nos conectores RCA

 Daí a estória inteira se fechou! Quando o vendedor testou o aparelho, segundo ele há bastante tempo atrás, ele funcionava. Porém em algum momento o equipamento ficou em algum ambiente úmido, ou mesmo recebeu um jato d'água. Isso fez com que a interface entre as duas partes do conector RCA oxidasse a tal ponto que quando eu fiz o primeiro teste o negócio não dava contato, e não apareceu nem áudio nem vídeo na TV. Quando eu usei o RF, o conector estava um pouco melhor, mas mesmo assim a qualidade era sofrível. Bem que eu notei que de vez em quando a imagem sumia e tinha que ficar girando o plug RCA no conector para a imagem aparecer de vez em quando.

Na falta de outros conectores que encaixassem na furação da placa, removi os existentes, lixei bastante a parte oxidada e coloquei uma ponte de solda entre as duas partes. Isso resolveu o problema do mal contato, e o aparelho voltou a funcionar via conexão de A/V.

Em seguida desmontei a membrana do teclado e sequei a umidade entre elas com um papel toalha, antes de remontar o equipamento. e taca-le parafuso para fechar!!

Depois de tudo montado,  usei uma aplicação de editor de texto que vem nele para checar se o teclado estava respondendo a todas as teclas. Sucesso!!


 



  








Um comentário:

DVM - Delphi Virtual Machine disse...

Olá Danjovic.
Tem como colocar a foto de como ficou este conector RCA depois do serviço?
Obrigado.
Gostaria de manter contato contigo, por favor mande-me um email?
Obrigado.
Euclides.
euclas@gmail.com